CMP – Companhia Metalgraphica Paulista
Programa de reciclagem Prolata passa a ter dados auditados por Central de Custódia

Programa de reciclagem Prolata passa a ter dados auditados por Central de Custódia

Post 04-05

Programa de reciclagem Prolata passa a ter dados auditados por Central de Custódia

Mais de 55 mil toneladas de latas de aço foram recicladas em 2021. Parte desse volume passa a ser consolidado por startup inovadora que atua como verificador independente na logística reversa de embalagens no Brasil

Entidade gestora criada em 2012 pela cadeia de valor dos fabricantes de latas de aço no Brasil, a Prolata passa a fazer parte do rol de parceiros da Central de Custódia, startup que atua como uma verificadora independente de informações de logística reversa de embalagens do Brasil. O acordo entre as entidades fará com que os dados relacionados à reciclagem de latas de aço sejam verificados e auditados.

Somente em 2021, a Prolata revalorizou 55.090,63 toneladas latas de aço, registrando um aumento de 141% em comparação a 2020. O volume foi 1,86% superior ao determinado no Termo de Compromisso firmado pelo segmento de embalagens de aço com o Ministério do Meio Ambiente para atender à Política Nacional de Resíduos Sólidos, que estava estipulado em 54.085,05 toneladas.

“A Prolata foi a primeira entidade do segmento de embalagens a assinar termo de compromisso com o Ministério do Meio Ambiente. A parceria com a Central de Custódia permitirá agora maior confiabilidade para os dados, o que é importante para os fabricantes, consumidor e as siderúrgicas responsáveis pela revalorização das latas”, ressalta Thais Fagury, diretora executiva da Prolata e presidente da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço).

Logística reversa de embalagem

Fundada em agosto de 2021 para atuar como uma verificadora independente de informações da cadeia de reciclagem de embalagens pós-consumo com o objetivo de conferir mais segurança, transparência e precisão sobre essas informações, a Central de Custódia segue ampliando sua presença no mercado de logística reversa.

Com a adesão dos maiores programas estruturantes do setor no país, para 2022 a empresa já prevê a verificação de mais de 400 mil toneladas de recicláveis, a partir da parceria já existente com importantes entidades gestoras, que são responsáveis pela operacionalização do sistema.

Estes números consolidam a Central de Custódia como o único verificador independente do mercado e que será responsável pela consolidação de dados de pelo menos 50% de toda a massa de resíduos recuperada e declarada pelos sistemas de logística reversa atuantes no país, hoje estimada em aproximadamente 790 mil toneladas por ano.

Para Fernando Bernardes, Diretor de Operações da Central de Custódia, a consolidação de parcerias entre entidades e um verificador independente mostra como o setor de logística reversa de embalagens está se desenvolvendo no Brasil, ainda que haja muito a avançar.

“Hoje, há uma consciência muito mais clara de que esse segmento precisa que seus dados sejam precisos, confiáveis e sem duplicidade, para que exista um cenário mais bem definido sobre o que o Brasil efetivamente recicla de embalagens. A adesão da Prolata à Central de Custódia reforça o compromisso do programa com a rastreabilidade entre sistemas e com a transparência para os investidores, os órgãos ambientais e a sociedade. A Central de Custódia, por sua vez, se beneficia por ter mais um dos melhores programas de logística reversa de embalagens em sua base, podendo assim, garantir maior segurança.”

Fonte: cabresto blogspot – 04/04/2022


About the Author