História da Lata

1810

Peter Duran patenteou a lata de aço no Reino Unido. Logo em seguida vendeu a patente para uma companhia inglesa que trocou os recipientes de vidro e rolhas de cortiça por latas de ferro estanhado.

1896

Max Mas e Julius Brezinger, percebendo a necessidade de atender à demanda, criaram um sistema para produção de latas em alta velocidade. Após um ano de estudo, patentearam um sistema que fabricava 20 mil latas por dia.

1914

Na Primeira Guerra Mundial as embalagens de aço serviram como uma das poucas fontes de alimentação dos soldados. Por passarem muito tempo entrincheirados, eles não podiam buscar outras fontes de alimento, ao risco de serem atingidos pelos inimigos.

1920

As latas passaram a ser fabricadas com folhas de flandres, um material de melhor qualidade, laminado e composto de ferro e aço.

1924

A CMP é fundada em Andrelândia (MG). Forte presença no segmento de latões de leite, latas para manteiga e óleos comestíveis. Foi a primeira fabricante de embalagem de lata de aço do Brasil.

1941

Sob gerenciamento do empresário José Villela de Andrade Júnior, inicia uma fase de grandes investimentos e progresso.

1960

Início da produção de latas de aço para envasar tintas e vernizes.

1984

Inauguração da fábrica em Morro Agudo, interior do Estado de São Paulo.

1990

Compra de uma soldadora eletrônica para aumentar a produção.

1991

Inauguração da unidade de Campo Grande para atender o segmento de óleos vegetais.

1997

Depois de atender os mercados de alimentos e de tintas e vernizes, o portfólio é ampliado para atender fabricantes de produtos químicos, como colas e selantes.

1999

Conquista da certificação ISO 9001, grupo de normas técnicas que estabelecem requisitos para garantir melhoria dos processos internos e excelência na gestão de qualidade.

2000

Inauguração da unidade de Anápolis, em Goiás, e investimento na compra de prensa automática para produção de componentes.

2001

Aquisição de duas eletrosoldadoras Soundronic com capacidade para 400 latas por minuto, para fabricação da tradicional lata de 900 ml para óleo comestível.

2005

Ampliação do portfólio com as embalagens LataFácil e LataDosadora.

2006

Início da produção da linha de latas com diâmetro 73 para atender o segmento de lácteos, cereais, atomatados, carne etc.

2013

Inauguração de mais uma fábrica da CMP. Desta vez, em Cajamar, interior de São Paulo. Investimentos em uma envernizadeira térmica, um gerenciador de cor e em uma impressora quadricolor de última geração com acabamento ultravioleta (UV). Construção de amplas docas para facilitar a expedição e montagem de um eficiente sistema de logística.

2013

Início da produção da linha de 18 litros com capacidade para 50 latas por minuto para o mercado de tintas e vernizes.

2014

Início da produção da nova linha de balde para atender o segmento de tintas e vernizes, agro-químicos e lubrificantes automotivos.

2014

Aquisição de dois carroséis para testar 100% da produção das linhas de Galão 3,6L e Latas de 18 litros, garantindo assim defeito zero em recravação, soldagem ou mesmo problemas de furo nas folhas.